DO MEU QUARTO... DO SEU QUARTO... NOSSO QUARTO

Espera-se que NO QUARTO estejam contidos todos os cheiros dos viventes lá existentes e ELA me disse olha Aninha queria algo escrito por você é interessante que seja de alguém que me conheça na intimidade DO MEU QUARTO... DO SEU QUARTO... NOSSO QUARTO. Vejo enquadrada em coisas que agora recicla o que seria o lixo de nossas vidas tornarem-se memórias que se renovam em reminiscências estranhas que sempre entraram entranhando-se NO QUARTO que ELA habita. O QUARTO de paredes se traveste em vários personagens contidos em nadas de nossas vidas avaliadas pelo olhar DELA como preciosos objetos instantes contidos em histórias

AQUELA FLOR DE PLASTICO
assim postas caóticas de uma linearidade que corre paredes e paredes que se fecham agora em quatro
FOTOS, ADEREÇOS, TERÇOS, VIDRINHOS, SANTOS DE UMA SANTEIRA PERVERSA QUE OS MUTILA QUEBRADOS E CEIFADOS DE PARTES COM OLHARES ARREPENDIDOS E CARENTES
. Nossas vidas em um QUARTO exposta assim por alguns QUARTOS de hora aos olhos de estranhamento de transeuntes passageiros de olhos e olhares ás vezes redondos e tantas vezes oblíquos tendendo para o quadrado que tridimensionalmente se perfaz em quatro paredes de um QUARTO que é DELA Aninha espero que você poste urgente algo MEU que é NOSSO. NOSSO que  agora exposto aos olhares e bocas que reverberam palavras sobre um QUARTO que sabem desconhecer posto que não seja areia, nem cimento ou cal é QUARTO/CORPO manifesto DELA como insulto penúltimo ao intimo que intimado se expõe metaforicamente vestido de objetos colados as suas paredes traduzindo o CORPO/QUARTO nu que está por dentro.



Ana B. Menezes

Escritora e professora

claudia sampaio

claudia sampaio
MISTÉRIOS
Tem mistério a tua parede,
Mais um dia!
+ um dia + um dia + um dia + um dia + um dia + um dia + um dia + um dia.........
Que agonia!
Contar assim
INNNNNNNF I N I T A M E N T E........... !!!!!!
Quem olha não vê
Quem olha não sente
os mistérios que contêm a tua parede.
Quem olha se encanta,fica contente
E .............. vai embora
A casa FICA guardando os mistérios
Presos
Quem olha não sabe
Nem quebra-cabeça
Nem mágicas
São dores das almas
aflitas
do SEMPRE !
Quem olha não SE SABE
Quem olha não SE VÊ
Mistérios INNNNNNN F I N I T A M E N T E presos, disfarçados
na parede do teu coração.

Eliana De Francesco

convite | projeto < Porta Aberta>

convite | projeto < Porta Aberta>

Quarto 2

projeto

Quarto 2

Quarto 2

Quarto 2

Quarto 2

Quarto 2

Quarto 2

Quarto 2

Quarto 2
27 /11/2010

casa Intervenção

casa Intervenção
Alunos do FIC - 2008

mais um dia..nov 2010

casa Intervenção

casa Intervenção
Suely Rolnik, Olívio Tavares e Claudia Sampaio

Salão de Abril 2008

Salão de Abril 2008
Terminal do Siqueira

Salão de Abril 2008

Salão de Abril 2008
Terminal do Siqueira

+ um dia...

+ um dia...
Ricardo Resende

+ um dia

+ um dia
Cristiana Tejo

+ um dia....

+ um dia....
"O ALMOÇO"- Sigbert Franklin, Jussara Correa, Júlio Camarero e Meyre Guerra

+ um dia...

+ um dia...
juliana Monachesi

+ um dia...

+ um dia...
"O ALMOÇO" - Herbert Rolim

Exposições

Exposições
"Wasser" Nuremberg

Exposições

Exposições
Ontologia do Feminino - CCBNB

Exposição

Exposição
Nuremberg

Exposição

Exposição
Wasser - Nuremberg

Exposição

Exposição
Nuremberg -"Wasser" 2008

Exposição

Exposição
Nuremberg 2008